A Vez das Concelhias

Terça, 11 de Julho de 2017 - 04:37
Euclides Silva

Após a organização da segunda Assembleia Geral da Juventude para a Democracia (JpD), que elegeu os novos dirigentes nacionais, nos dias 02 e 03 de junho, agora é a vez da renovação dos mandatos das coordenações concelhias. Algo que começa a acontecer a partir do dia 16 de julho. Pela primeira vez, estas eleições irão acontecer em Assembleias Concelhias (AC), com a apresentação e discussão das moções de estratégia global e outros documentos importantes no desempenho das tarefas que lhes são atribuídas pelos estatutos da JpD.

As concelhias são as estruturas de base da JpD, por onde todos os novos associados iniciam a sua caminhada na jota. Depois de preencher a ficha de inscrição e ser aceite como associado, o jovem passa automaticamente a fazer parte de uma concelhia, que mais não é do que o conjunto de todos os Associados de um Concelho.

As Assembleias Concelhias, de acordo com os estatutos da JpD, irão reunir semestralmente para discutir e analisar a situação política juvenil no concelho e analisar a vida interna da organização. Tem acesso todos os associados e dirigentes da jota residentes no concelho. A cada dois anos, A AC elege a coordenação concelhia.

Estas inovações vão no sentido de reforçar e consolidar a JpD em todos os concelhos do país, com a realização de mais atividades e estando cada vez mais próximos dos jovens.

Com estas eleições, estaremos a reforçar os poderes as coordenações Concelhias, transformando-as em verdadeiros defensores dos jovens dos seus conselhos, nos fóruns locais e nacionais e nas deliberações da JpD, nos órgãos autárquicos, bem como nos fóruns da sociedade civil.

As Coordenações Concelhias passarão a ser acompanhadas pelos órgãos centrais da JpD, por forma a poderem desenvolver um trabalho de qualidade junto das populações locais. Pelo que, já nomeamos os articuladores para os diversos concelhos do país, bem como elegemos um Secretário-Geral com disponibilidade para coordenar minuciosamente e facilitar a execução do programa político das concelhias de norte a sul do país e da diáspora.

Porém, outras medidas que visam o reforço das Jotas concelhias já foram tomadas, tendo em vista a transformação das coordenações concelhias em órgãos mais atrativos e com utilidade prática. Ou seja, em vez de termos um coordenador, nos moldes anteriores, passaremos a ter um coordenador que passará a ser eleito em conclaves concelhios (Assembleia Concelhio) por delegados eleitos por sufrágio universal pelos associados da JpD do respetivo concelho. Mas as medidas de reforço das concelhias não ficam por aqui. Dai que, pretende-se que este órgão passe a conceber as atividades para a juventude, tendo em conta as especificidades de cada município, com total autonomia, mas em coordenação com o Secretário-Geral e os articuladores nomeados para o efeito, por forma a harmonizar ações e politicas e ter uma JpD verdadeiramente a realizar a juventude cabo-verdiana.

As concelhias têm muitos desafios pela frente, mas estamos convictos que os novos coordenadores estarão à altura dos desafios. Trabalharemos em conjunto para diversificarmos o nosso público-alvo e penetrar nos espaços onde até esta não temos tido uma presença satisfatória.

Assim, é fundamental a dinamização dos Núcleos de Estudantes em todas as estruturas concelhias. Os núcleos terão como incumbência trazer novos associados, mas, também, é através deles que conseguiremos colocar os nossos associados nas Associações de Estudantes, quer do ensino secundário, quer do ensino superior. Porém, importa esclarecer que o objetivo dos núcleos não é de partidarizar as associações, mas sim estar próximos e conhecer as preocupações e os problemas que afligem a nossa juventude, por forma a conseguirmos as melhores soluções que possam ir de encontro com as suas expectativas.

Sendo a JpD uma organização de jovens, a Formação Cívica e Política dos seus associados passará a ser uma das suas principais bandeiras. Neste sentido, já operacionalizamos o nosso gabinete de formação que, em parcerias com as coordenações concelhias, terá por missão dar formações sobre diversos temas em todos os municípios do país, de forma contínua, aproveitando da experiência dos quadros que passaram pela JpD, os quadros do MpD e da Sociedade Civil em geral para ministrar as formações.

Estes são os nossos compromissos! Com uma juventude de excelência, realizaremos Cabo Verde.

Euclides Silva

Presidente da JpD

 

Artigo publicado em: http://www.santiagomagazine.cv/index.php/ponto-de-vista/163-jpd-a-vez-das-concelhias-um-artigo-de-euclides-silva